Take a fresh look at your lifestyle.

Bruno Krupp, ex de Sarah Poncio, atropela e mata jovem; assessoria emite nota

Para obter mais conteúdos siga o Agora Notícia MT no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!

Acabou sendo confirmado na manhã desta terça-feira, 2 de agosto, que Bruno Krupp, ex-namorado da pré-candidata a deputada estadual Sarah Poncio, atropelou e matou um jovem. Tudo aconteceu na última segunda-feira, 1, por volta das 23h. Bruno pegou o carro e acabou passando por cima de João Gabriel, de 16 anos, na altura do posto 3, na Barra da Tijuca.

João Gabriel estava acompanhando da mãe, e ao realizar uma travessia fora da faixa, acabou sendo atropelado por um carro em alta velocidade. Bruno estaria voltando de uma festa naquele momento.

Com o impacto do acidente, o adolescente acabou perdendo uma perna, ao perder muito sangue, ele veio a falecer. Já Bruno se encontra internado com fraturas.

As duas famílias estão em contato o tempo todo e todo o apoio tem sido dado durante as investigações. Mesmo assim, os internautas ficaram indignados com a situação. “Senhor, eu só consigo imaginar na dor da família. 16 anos gente, que dor. Ter a vida ceifada por irresponsabilidade de outros”, disse um, “Infelizmente a maioria dos casos de acidentes como esses os culpados nunca são presos apenas responde o processo em liberdade”, disse outro.

Equipe do ex de Sarah Poncio publica nota

A assessoria de Bruno divulgou uma nota informando que eles estão sem informações sobre o ocorrido e não consegue falar com a família nem com o modelo. Mas, faz questão de lamentar sobre a perda e prestar todo o apoio a família do adolescente.

“A Equipe Flox Assessoria foi surpreendida com a notícia sobre o acidente envolvendo o modelo Bruno Krupp. As informações que temos até o momento são as mesmas que já circulam nas mídias; Não conseguimos contato com o modelo, familiares, ou pessoas próximas. Lamentamos profundamente o ocorrido, e nos solidarizamos com a família da vítima”,.

Bruno Krupp investigado por homicídio

Após o falecimento da vítima, o atropelamento vai ser tratado como homicídio. Vale lembrar que no início, Bruno acabou sendo autuado por  lesão corporal culposa em decorrência do atropelamento, falta de habilitação e proibição de dirigir. A polícia divulgou uma nota.

O caso foi registrado na 16ª DP (Barra da Tijuca), inicialmente como lesão corporal na direção de veículo automotor. Com a morte da vítima será investigado como homicídio culposo na direção de veículo automotor. A perícia foi realizada no local, e a motocicleta foi apreendida. O condutor da moto está hospitalizado e será ouvido assim que receber alta médica. De acordo com os agentes, ele não tem habilitação. As investigações estão em andamento para esclarecimento de todos os fatos

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Saiba Mais